Skip to main content

Não pare de plantar coisas boas

Era uma vez, um homem que entrava todos os dias no ônibus para ir trabalhar. Uma parada depois, uma idosa entrava no ônibus e sentava ao lado da janela.
A idosa abria um saco e durante todo o trajeto, ia jogando algo pela janela, sempre fazia o mesmo e um dia, intrigado, o homem perguntou o que era o que jogava pela janela.

  • São sementes! – lhe disse a idosa.
  • Sementes? Sementes de quê?
  • De flores é que olho para fora e está tudo tão vazio… Queria poder viajar vendo flores durante todo o caminho. Verdade que seria legal?
    Mas as sementes caem em cima do asfalto, esmagam-nas os carros, comem-nas os pássaros… Acha que as suas sementes vão germinar ao lado do caminho?
    Com certeza, sim. Mesmo que algumas se percam, alguma vai acabar na valeta e, eventualmente, brotar.
    Mas… Elas vão demorar a crescer, eles precisam de água…
    Eu faço o que posso fazer. Os dias de chuva virão!
    A idosa continuou com o seu trabalho… E o homem desceu do ônibus para ir trabalhar, achando que a idosa tinha perdido um pouco a cabeça.
    Alguns meses depois… Indo para o trabalho, o homem, olhando pela janela viu todo o caminho cheio de flores…
    Tudo o que eu via era uma paisagem colorida e florida!
    Lembrou-se da idosa, mas há dias que não a via. Perguntou ao motorista: A idosa das sementes não a vejo a tempo?
    Bem, ela morreu há um mês, respondeu o motorista
    O homem voltou para o seu lugar e continuou a olhar para a paisagem.
    ′′ As flores brotaram, disse-se, mas de que lhe serviu o seu trabalho? Ela não conseguiu ver a sua obra “.
    De repente, ele ouviu o rir de um menino. Do outro assento uma menina apontou empolgada para as flores… Olha, pai! Olha quantas flores!
    Não é preciso explicar muito o sentido desta história?
    A senhora da nossa história tinha feito o seu trabalho, deixando a sua herança a todos os que a pudessem receber, a todos os que pudessem contemplar e ser mais feliz.
    Dizem que aquele homem, desde aquele dia, faz a viagem de casa para o trabalho com um saco de sementes que vai atirando pela janela
    Moral:
    Não pare de plantar coisas boas…
    Alguém sempre vai pegar a sua semeadura….plante o bem que ele sempre floresce

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.