Skip to main content

Violência e o videogame

Essa é mais uma daquelas histórias de deixar qualquer um de queixo caído, dada a motivação dos fatos.
O adolescente Daniel Petric, de apenas 17 anos, está sendo julgado por um crime – acredite – motivado por um jogo de videogame.

O garoto se desentendeu com seus pais, após ser proibido de jogar o game Halo 3.
De acordo com a acusação, Daniel, que havia passado cerca de um ano recluso em casa, jogando videogame e vendo tv, em virtude de uma grave infecção causada por um acidente de snowboard, estava muito excitado com a possibilidade de comprar um novo game para seu Xbox, o Halo 3.

Como seus não estavam de acordo, ele decidiu contrariar a determinação e sair escondido. Ao chegar em casa, foi repreendido pelos pais, que guardaram o jogo em um cofre, junto com uma arma.

Segundo o site do jornal Cleveland, as últimas coisas que seu pai, Mark Petric, lembra daquele episódio são as palavras do filho: “Vocês podem fechar os olhos?

Tenho uma surpresa para vocês”, logo depois, Mark lembra que foram feitos alguns disparos. Um dos tiros atingiu a cabeça da sua mãe, que morreu na hora e um outro atingiu uma parte não-letal do crânio do pai.

Alguns minutos depois, a outra filha do casal chegou com o marido para visitar os pais e encontraram Daniel do lado de fora da casa.

Segundo relatos do pai, o garoto dizia a irmã que eles não poderiam entrar em casa, pois seus pais estavam tendo uma grande discussão.

Foi então que, mesmo ferido, Mark conseguiu gritar por socorro.

De acordo com a defesa, o fato de Daniel encontrar-se em uma situação de estresse, provocada pela recuperação do acidente, acabou interferindo de maneira direta no crime.

Emocionado, o pai ainda revelou uma das conversas que teve com o garoto:
“Pai, me perdoe pelo que eu fiz com a mamãe, com você, com nossa família.

Eu estou feliz que você esteja vivo”, disse Daniel.

“Você é meu filho, você é meu garoto”, responder Mark Petric

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *