Skip to main content

MÃES SÓ MORREM QUANDO QUEREM

ê surgiu nesta  vida… Eu  tinha 7 anos quando matei minha mãe  pela primeira vez. Eu  não a queria junto  a mim quando chegasse à escola  em meu 1º dia  de aula. Eu  me achava forte o  suficiente para enfrentar os  desafios que a  nova vida iria me  trazer. Poucas  semanas depois descobri aliviado que  ela ainda estava lá,      pronta  para me defender não  somente daqueles garotos  brutamontes que me ameaçavam, como  das dificuldades intransponíveis  da tabuada Quando  fiz 14 anos eu  a matei novamente. Não  a queria me impondo  regras ou limites,   nem que me impedisse  de viver  a plenitude dos vôos  juvenis. Mas  logo no primeiro porre  eu felizmente  a redescobri viva foi  quando ela não só  me curou da ressaca,  como impediu                                        que eu levasse  uma vergonhosa surra  de  meu pai. Aos  18 anos  achei que mataria  […]

Leia Mais

Doutoras

Certo dia, uma mulher chamada Anne foi renovar a sua carteira de motorista. Quando lhe perguntaram qual era a sua profissão, ela hesitou. Não sabia bem como se classificar. O funcionário insistiu: O que eu pergunto é se tem um trabalho. Claro que tenho um trabalho, exclamou Anne. Sou mãe. Nós não consideramos isso um […]

Leia Mais