Skip to main content

QUANDO NÃO SE DEVE REANIMAR UM PACIENTE?

QUANDO NÃO SE DEVE REANIMAR UM PACIENTE? (matéria publicada na Folha Espírita em setembro de 2006) Tratamento esgotado “Se sabemos que cada minuto de vida a mais é importante para o ser que desencarna, no processo de sofrimento e restabelecimento espiritual, em que exato momento estaríamos fornecendo medidas inúteis e distanásicas para determinado paciente? Como […]

Leia Mais