Skip to main content

Sugadores de energia

Parece mentira, mas há pessoas que parecem “sugar” energia da gente! O Ph.D. em Administração de Empresa Luiz Almeida Marins Filho, relatou em um dos seus livros, que certa vez estava muito bem, alegre e satisfeito. E encontrou-se num shopping com um amigo e em meia hora de conversa, o amigo deixou-o um verdadeiro “trapo”, deprimido, triste.
Depois ficou pensando no que aconteceu e logo percebeu que aquela conversa horrível do “amigo”, falando só de doenças, roubos, estupros, filhos de amigos que haviam caído no vício, desemprego, falta de dinheiro, etc. acabou roubando-lhe a sua energia positiva! Quando acabou a conversa (onde só o amigo falou) ele parecia estar melhor do que nunca e, diz o Dr. Luiz, eu… em profunda depressão.
Cuidado com esses “sugadores de energia positiva”. Eles estão em todo o lugar: no trabalho, na família, na roda de amigos. Eles só sabem falar de desgraças. Só lêem obituário dos jornais e a seção de crimes horrendos, Gravam em vídeo o noticiário policial. Fazem estatísticas e sabem de cor quantos seqüestros ainda não foram desvendados, quantas crianças continuam desaparecidas, quantos sem-teto, sem-terra, sem-emprego, sem-tudo existem no mundo!
Essas são aquelas pessoas que quando você propõe um piquenique elas logo dizem: “- Vai chover!”. São pessoas que azedam baldes de sal-de fruta.
Eles são sempre “do contra”. Avisam que “não vai dar certo” e torcem para que nada aconteça. Depois dizem: “- Eu sabia que não ia dar certo…”.
Esses “sugadores de energia” vivem da energia alheia e é muito difícil conviver com alguém “puxando você prá baixo” o tempo todo. Não seja você também um “sugador de energia”
Que felicidade que seria a nossa, se aprendêssemos a expulsar da nossa memória as coisas desagradáveis, idéias tristes e deprimentes. Com certeza, nossa força iria multiplicar se pudéssemos conservar só os pensamentos que elevam e animam.
Há pessoas que não podem se lembrar das coisas agradáveis. Quando nos encontram, tem sempre algo de triste a contar. Com qualquer mal que sofreram, se angustiam muito. Como se não bastasse, se preocupam até com que vão sofrer… Sabem lembrar-se só de fatos discordantes.
Dão a idéia de um armazém de quinquilharias, objetos inúteis e deteriorados. Retém tudo mentalmente, com medo de precisarem uma vez ou outra, disto ou daquilo, de maneira que o seu armazém mental está
Bastaria que estas pessoas fizessem uma limpeza regular, que as livrassem dos montões inúteis e depois, organizassem o que sobrou, para terem êxitos. No entanto, não são incomuns, pessoas que se “enterraram” na infelicidade e na desarmonia. Outras, fazem exatamente o contrário. Falam sempre de coisas agradáveis e interessantes experiências que têm feito.
São indivíduos que passaram até perdas, aflições, mas falam delas tão poucas vezes, que parece nunca terem tido na vida, senão boa sorte e amigos. Estas pessoas fazem-se amar.
O hábito de mostrar aos outros o nosso aspecto positivo, é o resultado do nosso equilíbrio interior.
Quando estamos tristes por algum sofrimento, devemos procurar a sua causa para eliminá-lo.
Geralmente, porém, quando sofremos, buscamos a causa fora de nós.
Vemos pessoas se queixando que tem má sorte, suspeitando que seu vizinho é a causa, porque não se dá com ele, ao passo que ele é bem favorecido com a sorte nos negócios, na vida familiar, sendo estimado inclusive, pelos conhecidos. Se examinarmos as circunstâncias da vida destas pessoas, verificaremos que a queixosa é negligente, gastadora, intolerante nas opiniões e indisciplinada, ao passo que a outra pessoa é cumpridora dos seus deveres, econômica, modesta, não calunia, nem adula.
Emprega bem o seu tempo disponível lendo bons livros, fazendo cursos, esportes, ajudando seu próximo, sendo útil. Por isso, é estimada. Ao passo que a queixosa, está sempre perdendo (tempo, trabalho, fregueses, dinheiro, a família e os amigos), e sempre não tem tempo. Vamos eliminar dos nossos corações, a desconfiança, o ódio, a inveja e a descrença e vamos cultivar a alegria, a fé e a crença no amor e na Justiça Divina, e será certo que venceremos na luta que a vida nos destina.

NECESSIDADE DE UMA CARGA ENERGÉTICA VITAL
Todos nós possuímos necessidade de uma carga energética vital para nutrir nossos corpos físico e espiritual. A medida que gastamos a carga energética vital ela deve ser reposta, os mecanismos naturais de recomposição (respiração, alimentação, absorção fluido Universal cósmico universal e fluidos vitais através dos chacras, que será transformado

A reposição dessa carga energética vital na quantidade mínima que necessitamos para manter a
vida depende de vários fatores, tais como: o modo de vida, o meio, a qualidade dos pensamentos, dos  sentimentos, das sensações, entre outros.

NUTRIÇÃO ENERGÉTICA
Uma parte da energia que precisamos nós obtemos através da alimentação, ou seja, através de comida sólida e líquida, o arroz-feijão de cada dia. Outra parte das energias vitais absorvemos através da respiração.
Porém, a maior parte de energia Vital que necessitamos é extraído do Fluido Cósmico Universal que é absorvido diretamente pelo perispírito através dos centros de forças.
Nossa nutrição energética acontece, em geral, de modo inconsciente, automático, orientado e regulado pela própria inteligência instintiva dos nossos corpos físico e espiritual.

A RELAÇÃO ENTRE SENTIMENTOS E A PRODUÇÃO DE FLUIDO VITAL
Como vimos a maior parte de energia Vital que necessitamos é extraído do Fluido Cósmico Universal que é absorvido diretamente pelo perispírito através dos centros de forças.
O Fluído Cósmico Universal é absorvido por todos os centros de forças, porém os chacras intermediários do perispírito são os responsáveis de transformá-lo em Fluído Vital Espiritual para metabolização no perispírito e depois é canalizado para o duplo-etérico para densificá-lo, transformando-o em Fluído Vital Físico e direcionando-o para o organismo, com maior ou menor intensidade, de acordo com os sentimentos da criatura.
Quando obstruimos os chacras, principalmente o chacra esplênico, bloqueamos a maior parte de entrada de energia vital.
Quando temos bons sentimentos estamos sempre com o nosso nível de fluido vital no máximo. Quando alternamos entre bons e maus sentimentos ficamos com nível intermediário. Quando a maior parte do tempo cultivamos maus sentimentos o nosso nível de fluido vital fica no nível mínimo.

PARA EVITAR CARÊNCIA DA CARGA ENERGÉTICA
Para não termos carência da carga energética vital devemos:
1º. Alimentar-se de forma adequada (Vitaminas e Minerais);
2º. Combater e eliminar os vícios;
3º. Melhorar os pensamentos e os sentimentos.

Quando nos alimentamos de forma inadequada, ingerindo alimentos pobres em vitaminas e minerais provocamos desnutrição energética. Fumar, se embriagar, se drogar, etc., gastam muita energia vital causando desnutrição energética. Porém, a pior desnutrição energética é provocada por sentimentos negativos. Por isso, melhorar os pensamentos e os sentimentos são fatores importantes e fundamentais para preservar os níveis e fluxos energéticos, porque mantém os chacras livres das energias densas produzidas pelos sentimentos negativos que bloqueiam os chacras impedindo a produção de fluidos vitais.

TROCA ENERGÉTICA
Quando nos aproximamos de outra pessoa sempre ocorrerá uma simbiose energética. Por isso estamos permanentemente trocando energias com outras pessoas, tais como as que vivem nossas casas, no ambiente de trabalho, nos locais públicos.
Ao mesmo tempo, cada um de nós interage com outros seres humanos que de nós se aproximam,
estabelecendo com eles os mais variados tipos de combinações energéticas, influenciando-os e por eles sendo influenciados.
De forma permanente trocamos energias com sistemas externos, tais como nossas casas, ambiente de trabalho, nos locais públicos.

DIFICULDADES NA PRODUÇÃO DE ENERGIA VITAL
Como vimos, quando se obstrui ou fecha o chacra esplênico, bloqueia-se a maior parte da entrada de energia vital, e a pessoa passa perder força vital e não mais produz uma impressão vigorosa.
A pessoa passa a agir como se não estivesse “presente”. Estará por baixo em matéria de energia e ficará enfermiça. Faltar-lhe-á força física. A pessoa fica sem estrutura para se identificar, fecha-se no mundo, vive no passado, sem alegria, sem satisfação. Há perda de apetite, ansiedade, aflição, palpitação, angústia, desespero, medo, pânico. Falta de equilíbrio emocional, falta de ânimo, falta de força, desgaste físico. Falta de criatividade, dificuldade de expressão. A pessoa se fecha, não consegue se livrar da angústia.

SUGADORES DE ENERGIAS
Pessoas físicas e psicologicamente sadias e equilibradas nutrem-se, diretamente, nas fontes naturais de energia. Mas, as pessoas desequilibradas, que, por terem perdido o contato com a sua própria natureza interna mais profunda, perderam, também, a capacidade de absorver e
processar o alimento energético natural, precisam, para sobreviver, por em prática um expediente horrível: sugar a energia vital de outras pessoas. Estas pessoas são chamadas de “sugadores de energias”.
As características de um sugador são muitas. Mas, a principal e da qual todas as demais derivam, é o egocentrismo. Quanto mais a pessoa estiver voltada para si mesma, concentrada em si mesma, mais ela terá dificuldade para estabelecer contato com fontes naturais de nutrição energética e maior será sua tendência para sugar energia vital dos outros.

MECANISMO DOS SUGADORES DE ENERGIA
No caso dos sugadores de energia ocorrerá que ele praticamente não terá energia para transmitir. As pessoas se tornam Sugadoras de Energia porque absorvem a energia do outro e por estarem debilitadas, metabolizam e consomem toda a energia absorvida e não sobra nada para retornarem a outra pessoa. E toda energia que o Sugador absorver será metabolizada e consumida pelo seus organismos físico e espiritual, ou seja, irá absorver muito mais do que emitir, causando assim um deficit energético na outra pessoa.

MECANISMO DE DEFESA
Todos nós, por outro lado, somos, naturalmente, dotados de mecanismos de defesa contra a perda de energia vital. Mas, quando perdemos a posse e o controle de nosso centro de gravidade, quando, por stress, cansaço, tristeza, depressão, mania, frustração, neurose, o projetamos para fora de nós mesmos, alteramos e debilitamos a estrutura do corpo sutil, tornando-o
permeável a invasores. Assim nos tornamos presas fáceis dos sugadores de energias, porque aceitamos suas provocações com facilidade, e isto nos vincula a eles. Por delibitação energética está se colocando em condição de presa fácil dos espíritos obsessores, que normalmente insuflam idéias de depressão, angústia, autoflagelamento, suicídios, etc.

OS TIPOS DE SUGADORES DE ENERGIAS –   O ESPECULADOR
Existem pessoas que usam a maneira de adquirir energia, fazendo perguntas para sondar o mundo da outra pessoa, com o propósito específico de descobrir alguma coisa errada. Assim que fazem isso, criticam esse aspecto da vida da outra pessoa, se essa estratégia der certo, aí a pessoa criticada é atraída para a vampirização. Se a pessoa criticada se ligar àquele nível de energia,
passar a dar atenção às críticas, cria-se um vínculo energético, uma simbiose, assim o especulador atinge o seu objetivo porque o criticado passa a transmitir energia para ele.

O COITADINHO

Quando alguém lhe conta todas as coisas horríveis que já aconteceram com ele, insinuando que todos são responsáveis pela situação que se encontra, menos ele é claro, e que se ninguém
ajudá-lo essas coisas horríveis vão continuar, essa pessoa está buscando fazer você
se ligar a ele pelo sentimento de pena e de forma passiva começa a sugar energias,
este tipo de vampirização chamamos de coitadinho.
Pense nisso num instante. Nunca se viu com alguém que o faz se sentir culpado
quando está em presença dele, mesmo sabendo que não existe nenhum motivo para
se sentir assim?
Quando isto acontece, é que você entra no mundo dramático de um coitadinho.
Tudo que eles dizem e fazem nos deixam numa posição em que parece que não
estamos fazendo o bastante para ajudá-la. Por isso é que nos sentimos culpados só
por estar perto dela.
Existem pessoas que chegam ao extremo que for necessário para conseguir sugar
a energia da família. E depois disso, essa estratégia passa a ser a maneira dominante
para extrair energia de todos, repetindo-a constantemente.

O INTIMIDADOR
Tem também o intimidador, que ameaça as pessoas tentando envolvê-las através da agressividade.
Se a pessoa agredida se ligar àquele nível de energia, passar a dar atenção, cria-se um vínculo energético, uma simbiose, assim o agressor atinge o seu objetivo porque o agredido passa a transmitir energia para ele através de mágoas, rancor, ódio, etc. Portanto, quando passamos a combater a agressão com a agressão passamos a ser vampirizados assim como também sugar energia dos outros.

AS PESSOAS DE MAL COMPORTAMENTO SUGAM ENERGIA
Uma forma de entendemos a existência de pessoas violentas, agressivas, destrutivas (que criticam tudo), que reclamam de tudo, que se queixam de tudo, é porque estas atitudes são formas de sugar a energias das outras pessoas. Por não conseguirem se ligar com a energia cósmica, porque não se moralizam, não largam seus vícios, não mudam seus comportamentos egoísticos, encontram nestas formas de ser, o meio de sugar a energia das outras pessoas.

EXEMPLO DE COMO AGEM OS SUGADORES DE ENERGIA
Quando duas pessoas se postam frente a frente para uma conversação, e começa ocorrer disputa de opiniões, críticas, intimidações, etc.
Imediatamente os campos de energia dos dois irão tornar-se de algum modo mais densos e excitados, como por uma vibração interna. À medida que prosseguir a conversa, os campos começarão a misturar-se.
No final, quem conseguir argumentar melhor, sairá mais fortalecido, porque estará com parte da
energia do outro, e em consequência, o outro sairá com menos energia, portanto, enfraquecido, se
sentindo esgotado,
Tudo isso ainda é inconsciente na maioria das pessoas. Tudo que sabemos é que nos
sentimos fracos quando perdemos uma discussão, e quando vencemos nos sentimos melhor.
Em resumo, vimos que dominar outro faz o dominador se sentir poderoso e esperto, porque
suga a energia vital dos que são dominados.

FLUXO E REFLUXO DAS ENERGIAS SUGADAS
Quando um deles estabelecer um ponto que demonstre certa vantagem sobre o adversário, seu campo criará um movimento que parecerá sugar o campo de energia do outro. Mas aí, quando a outra pessoa fizer sua refutação, a energia refluirá novamente para ela. Em termos da dinâmica dos campos de energia, marcar o ponto parece significar apoderar-se de parte do campo de energia do adversário e puxá-la para dentro de si.

A MAIOR VIOLÊNCIA COMETIDA PELOS SUGADORES DE ENERGIA
A pior violência que os sugadores de energia fazem é escolher como suas vítimas as pessoas que se encontram enfraquecidas, porque estão entregues a doenças físicas, ou perturbadas psiquicamente, e ou ainda, sendo vampirizadas por espíritos que a induziram a processos obsessivos.

O QUE ACONTECE QUANDO MÉDIUM QUE TEM CARÊNCIA DE ENERGIA VITAL
Toda pessoa que tem sentimentos negativos produz pouco fluido vital e dificulta o fluxo. Toda a pessoa que tem sentimentos negativos tem carência energética vital, portanto, ao dar passe o passista irá vampirizar o paciente sugando a carga energética vital.

Fumar gasta muita energia vital. Se embriagar gasta muita energia vital. Toda a pessoa que fuma ou bebe tem carência energética vital, portanto, ao dar passe o médium irá vampirizar o paciente sugando a carga energética vital. O médium que tem vícios ao dar passagem psicofônica sugará a energia vital do espírito comunicante. Idem para qualquer outro tipo de mediunidade. Mágoas, más
paixões, egoísmo, orgulho, vaidade, cupidez, vida desonesta, adultério etc, também causam deficiência energética vital.
O passista não precisa ser um santo, mas necessita esforçar-se na melhoria íntima e no aprendizado intelectual. Todos podemos ministrar passes, porém é necessário um mínimo de preparo moral a fim de que realmente possamos ajudar.

DOAR ENERGIA COM AMOR NÃO NOS FARÁ FALTA
Não nos esqueçamos, vivemos ligados a uma Fonte Inesgotável de Energias vitais. Se estivermos com a nossa carga de energia vital completa, não sentiremos falta quando outras pessoas absorverem energias de nós. Pelo contrário nos sentiremos felizes de poder doar a nossa energia vital com amor. Doar energia vital com amor não nos fará falta. Porém, para doar energia vital com amor temos que cuidar dos nossos pensamentos e sentimentos.

O PAPEL DO AMOR
Quando começamos a apreciar a beleza, admirar detalhes e prestar atenção nas coisas, nas pessoas, passaremos a contemplar o princípio da emoção de amor.
O papel do amor está mal compreendido. Devemos sentir amor por tudo. O amor não é uma coisa que devemos fazer para ser bons ou tornar o mundo um lugar melhor, por alguma abstrata responsabilidade moral, ou porque devemos desistir de nosso hedonismo.
Quando chegarmos a um nível em que sentirmos as energias de amor vindo das outras pessoas,
poderemos mandar a energia de volta, agora agregada com o nosso amor, é só desejar.
E ninguém se sentirá mais fraco por isso, porque estaremos recebendo mais energia de uma fonte
inesgotável, que é o cosmos.
Se ligar na energia cósmica provoca emoção, depois euforia e depois amor. Encontrar bastante energia para conservar esse estado de amor sem dúvida faz bem ao mundo, porém mais diretamente a nós.
Lembre-se de parar quantas vezes for preciso para se religar com a energia cósmica. Permaneça cheio, permaneça em estado de amor. A maior caridade que podemos fazer para o próximo é DOAR AMOR.

Vampirismo/Sugadores de Energias
01. Nosso Lar – pág. 31 e 168
02. Missionários da Luz – cap. 4; cap.6 pág. 62; cap. 11 pág. 129, 135 e 137.
03. Obreiros da Vida Eterna – cap. 18 pág. 276 e 279
04. No mundo Maior – cap. 14 pág. 192 e 196
05. Libertação – cap. 4 pág. 62; cap. 9 pág. 115
06. Entre a Terra e o Céu – cap. 5 pág. 32 a 34; cap. 23 pág. 141
07. Nos Domínios da Mediunidade – cap. 6 pág. 54 e 59; cap. 13 pág. 123
08. Evolução em Dois Mundos – 1ª parte cap. 15
09. Mecanismos da Mediunidade – cap. 15 pág. 114; cap. 16 pág. 119
10. Sexo e Destino – 1ª p. cap. 6 pág.50; cap. 8 pág. 83; 2ª p. cap. 8 pág. 255
11. Os Mensageiros – pág. 209
12. A vingança do Judeu – pág. 9
13. Espírito, Perispírito e Alma – pág. 129
14. História da Mediunidade – pág. 475
15. Ide e Pregai – pág. 57
16. Mediunidade (J.H.Pires) – pág. 57, 64, 118, 141, 244
17. Pérolas do Além – pág. 231
18. Revista Espírita/1860 – pág. 357 (Nov)
19. Sobrevivência e Comunicabilidade – pág. 284
20. Tramas do Destino – pág. 283
21. Universo e Vida – pág. 86
22. Vampirismo – Toda a obra.

(Jornal da Mocidade – Ago/97 e Revista Espírita Allan Kardec – Mar/98)
Enviado por: Alfred J. Trautmanis

6 comentários em “Sugadores de energia

  1. Olá bom dia, tenho sofrido com um cansaço grande e tristeza,sinto como se tivesse sendo sugada;mentalmente ha um esgotamento.Tenho pessoas na minha casa que pedem dinheiro o tempo todo e me tiram a paz com o comportamento. Queria saber o que posso fazer para ou afastar essas pessoas e comportamento delas e me fortalecer porque isso não esta me fazendo nada bem.
    O pior de tudo ( ou melhor) é que sinto a má intenção dessas pessoas,tentando me agradar para cobrar depois e isso me entristece muito sabe. Ja ocorreram fatos de ser pedido um favor a esta pessoa (nao da minha parte) para me servir em algo e depois ela vim e me cobrar com exigencias e dinheiro.
    Essa pessoa tem se dado mal,mas me rodeia e isso me prejudica.
    Não sou espirita,mas a minha sensibilidade para perceber algo errado é muito grande.
    Queria muito que essa pessoa saisse da minha casa,mas existem outros porens que nao daria para explicar aqui.
    um abraço.

  2. Não conhecia o site, mas gostei muito! :D Vou adicionar aqui nos favoritos, assim como apresentar pros meus parentes. Muito obrigado!!

  3. Caro Ernani.
    Pelos livros que pesquisamos na Doutrina sobre obsessão, sabemos que o mau uso que se faz da mediunidade pode acarretar desconforto a pessoa e não ao grupo que ela convive como exemplo no seu ambiente de trabalho, ou numa família. A prática para reuniões de desobsessão exige prática, seriedade,fraternidade, disciplina e equilíbrio para produzir bons resultados. Se faltar qualquer um desses “quesitos” a pessoa perde a característica espírita. Mediunidade é uma prática séria. Quanto a sua duvida de como não atrair esses nossos “amiguinhos” indesejáveis que sugam nossas energias não existe uma fórmula secreta ou mesmo 100% eficaz, pois cada caso é um caso. Não sabemos no passado da outra vida quem ou quantos fomos “indelicados” moralmente. Contudo, Allan Kardec, em O Livro dos Médiuns, Cap.XXIII, item 237, afirma: …a obsessão, quer dizer, o império que alguns Espíritos sabem tomar sobre certas pessoas. Ela não ocorre senão pelos Espíritos inferiores que procuram dominar; os bons Espíritos não impõem nenhum constrangimento; eles aconselham, combatem a influência dos maus e, se não são escutados, se retiram. Os maus ao contrário, se agarram àqueles que fazem suas pressas; se chegam a imperar sobre alguém, se identificam com seu próprio Espírito e o conduzem como a uma verdadeira criança(…..). Portanto caro Ernani, todos nós estamos sujeitos a influência no dia a dia seja num Centro Espírita ou fora dele e a melhor defesa sem dúvida é no comportamento e vigilância de nossos atos e principalmente o que sai pela nossa boca. E aqui transcrevemos do mesmo Livro que citamos acima no Cap.XIV itens 175 e 176: (….) Os que magnetizam pelo bem são secundados pelo bons Espíritos. Todo homen que tem o desejo do bem os chama sem disso desconfiar (…..) Não tema, siga em frente. Seja perseverante. Acredite em você. No teu potencial. Abraços: Doni
    Obs: novo link para postar: http://www.luzespirita.net
    Favor alterar nos “Favoritos”

  4. Caro Ernani, nem todo bocejo é influência de outros encarnados ou desencarnados, não significa má influência. Pode ocorrer perda de energia. Algumas pessoas se condicionam a determinados estímulos, mediantes os quais começam a bocejar. Entretanto, não pode ser descartada uma ação obsessiva.Descobrir as causas seria importante ir a um centro espirita “confiável” e conversar com um dos atendentes e expor seu caso. Cada caso é um caso. Abraços. Doni.

  5. BOA TARDE,

    AS INFORMAÇÕES SÃO MUITO BOAS; MAS O QUE EU REALMENTE GOSTARIA DE SABER É COMO SE DEFENDER DESSAS ENERGIAS(PESSOAS) SUGADORAS DE ENERGIA. HÁ ALGUM METODO ALÉM DE NÃO ENTRAR NA MESMA SINTONIA QUE A DELAS ?? AQUI ONDE TRABALHO É SÓ CHEGAR CERTAS PESSOAS QUE EU COMEÇO A BOCEJAR E SENTIR SONOLENCIA. MUITO INTERESSANTE, MAS DEVERIAM NOS ENSINAR DE COMO AFASTAR ESSES SERES, QUE NOS ROUBAM ENERGIA; AQUI ONDE TRABALHO UMA PESSOA FAZ SESSOES DE DESOBSESSAO, COMO ELA PROPRIA NOS CONTA, MAS ESSA PESSOA MAL INSTRUIDA, NEM SABE O QUANTO MAL NOS ESTA FAZENDO CARREGANDO ESSES OBSESSORES COM ELA. PODERIAM AJUDAR

    QUE DEUS ILUMINE A TODOS

    SDS
    ERNANI
    SE PUDEREM AJUDAR AGRADEÇO.

  6. Eu percebi que eu estava agindo de forma negativa, eu só tenho pensado em coisas ruins, e tenho percebido que ultimamente eu tenho andado muito cansado, então eu me lembrei do vampirismo, que eu já tinha lido, porém vagamente, e agora eu vou tentar pôr em prática, alguns ensinamentos, como tentar pensar em coisas boas e largar os meu vícios, principalmente minha descarga orgástica , pois eu sei que isso nada mais é do que um espírito menos evoluído que quer sugar minha energia vital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *