Skip to main content

Porque adoecemos?

Entrevistado: Orson Peter Carrara
Programa Transição
Direitos autorais: REDETV

Um comentário em “Porque adoecemos?

  1. -Pois é, há exatos ( 6 anos ) carrego um ÓDIO MORTAL por uma colega de trabalho, por conta de um comentário calunioso e repleto de discriminação em relação ao meu neto de sete anos. Inclusive, ela nem ao menos conhecia a criança!

    -O resultado deste sentimento devastador que tenho nutrido por esta criatura foi o seguinte: desenvolvi uma doença RENAL CRÔNICA, estou na máquina de HEMODIÁLISE há dois anos, já passei por três cirurgias no meu braço p/ fazer fístulas e as mesmas trombozam, já tive quatro CATÉTERS introduzidos na veia do meu pescoço e na via femural / perna. Enquanto isso, a vida da pessoa por quem sinto o mais profundo desprezo, continua de vento em popa: ela casou, teve filho, foi promovida algumas vezes, subiu o seu padrão de vida. Hoje, o meu ódio por ela está brando, mas o desprezo é intenso! Infelizmente, este sentimento é mais forte do que EU! Eu gostava dela, achava ela bonita e engraçada. Cada catéter que era introduzido na veia do meu pescoço, eu sentia o peso do ÓDIO que eu nutria por aquela criatura, cada vez que sou puncionada na máquina de HEMODIÁLISE com aquelas grossas agulhas que mais parece PREGOS, sinto o peso do ÓDIO que nutri por aquela criatura que machucou minha alma tão profundamente e, por isso mesmo, ponho todo meu sofrimento na conta dela…

    OBS: sinceramente, espero que antes da minha morte, eu consiga me libertar do peso deste ÓDIO, que agora se transformou em desprezo.

    Abraços,
    Yolanda Pereira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *