Skip to main content

O significado espiritual de correr

Correr é benéfico para a saúde física, mas também pode proporcionar uma realização espiritual interior. Correr nos ensina determinação, foco e nos lembra de nossa aspiração de ir além de nossas limitações anteriores. Correr é fisicamente desafiador, mas, ao mesmo tempo, proporciona uma alegria e satisfação internas. Muitos corredores atestam o fato de que a corrida pode nos tirar da consciência comum e vislumbrar um estado de espírito além dos pensamentos e emoções habituais. 

Correr é um esporte simbólico, no sentido em que nos lembra os buscadores espirituais correndo continuamente em direção à meta; assemelha-se aos buscadores correndo interiormente para alcançar o objetivo final da meditação

Alguns dos aspectos espirituais da corrida

Auto-transcendência

A auto-transcendência nos dá alegria em medida ilimitada. Quando nos superamos, não competimos com os outros. Não competimos com o resto do mundo, mas a todo momento competimos conosco mesmos. Competimos apenas com nossas conquistas anteriores. E cada vez que superamos nossas conquistas anteriores, temos alegria.


A auto-transcendência preocupa-se com uma tentativa de superar nossa conquista anterior e ampliar nossa capacidade.
Essa autotranscendência pode ser medida em uma corrida contra o relógio, mas mesmo que não consigamos vencer o tempo, ainda podemos nos esforçar para fazer um maior comprometimento e esforço em nossos treinamentos e corridas. 
Se nos afastarmos do resultado externo, sentiremos alegria por essas tentativas de auto-transcendência. 
Embora possamos não ter a capacidade de vencer os outros, sempre temos a oportunidade de seguir nossas próprias tentativas de auto-transcendência.


Determinação
Correr antecipa nossa determinação externa e interna. 
Correr exige esforço, foco e vontade de desafiar nosso corpo contra a distância e os elementos. 
Para completar uma corrida, é preciso ter uma mentalidade fixa e determinação para continuar.

Conhecer a si mesmo

Quando um corredor concentra toda sua atenção em uma corrida específica, ele está em posição de libertar sua mente, libertá-la de distrações desagradáveis. Aqui a concentração unidirecional é o caminho para uma consciência meditativa mais profunda.

Correr nos tira da nossa zona de conforto. Ensina-nos que somos mais capazes do que imaginamos. Para um não corredor, completar uma maratona pode parecer uma tarefa impossível, mas se treinamos, percebemos que somos capazes de muito mais do que imaginamos. Enquanto corremos, entramos em contato com uma parte diferente de nós mesmos e aprendemos mais sobre nossas reservas internas.

Dinamismo e paz interior

Pergunta: A corrida pode ajudar a se livrar da frustração e da raiva?

Correr é uma excelente maneira de se livrar da frustração e da raiva. Se você está realmente zangado com alguém, vá e corra. Depois de mais ou menos um quilômetro, você verá que sua raiva se foi, ou porque você está totalmente exausto ou porque a satisfação que você ganha com o esforço físico substituiu sua raiva.

Um grande benefício da corrida é que ela sacode nossas teias de aranha mentais. O dinamismo da corrida nos ajuda a fugir das preocupações e preocupações insignificantes de nossa mente. O dinamismo é uma ferramenta poderosa para trazer à tona mais paz interior. Quando somos estáticos, tornamo-nos como uma piscina estagnada; quando nos movemos, é como um riacho claro.

Correr traz muitas de nossas boas qualidades à tona.

Como trazer a espiritualidade para a corrida

Autotranscendência vs concorrência

Em vez de se preocupar se você pode vencer seus concorrentes, concentre-se no seu próprio desempenho. Você pode transcender seus esforços anteriores? – Você pode fazer o melhor esforço possível, dadas as circunstâncias? Se você se concentrar apenas na sua autotranscendência, obterá alegria ao correr – seja qual for o resultado externo. Você verá colegas concorrentes – não como rivais, mas também companheiros que podem inspirar seus próprios esforços.

Meditação

Se meditarmos antes de correr, estaremos conscientes de nossa quietude e reservas internas que podem nos ajudar na corrida exterior. A meditação nos ensina a ser unidirecionados e trazer toda a nossa consciência de um aspecto. Quando corremos, podemos ver nossa corrida como uma extensão de nossa meditação. Apenas concentre toda a atenção na corrida – no ritmo da respiração. Não se distraia com pensamentos, apenas tente ser o observador da corrida. Quando o corpo está correndo, na velocidade máxima, sente ao mesmo tempo um foco interior e uma serenidade interior.

Mais uma vez, a velocidade externa do corredor tem um tipo especial de equilíbrio ou quietude em seu coração. Um avião viaja muito rápido, mas dentro do avião não sentimos nenhum movimento. É toda tranquilidade, toda paz; e essa tranquilidade interna que pode trazer para a nossa vida exterior. De fato, a vida exterior, o movimento externo, só pode ter sucesso quando se trata do equilíbrio interior .

Respiração Consciente

Para tornar a corrida uma experiência mais meditativa, podemos nos concentrar em nossa respiração. Devemos sentir que nossa respiração traz não apenas oxigênio, mas uma energia divina. Se visualizarmos que estamos respirando energia cósmica e expirando o cansaço, ganharemos mais força interior.

O valor interno da corrida

A principal razão é que correr nos lembra de nosso objetivo interno. Quer corremos conscientemente em direção ao objetivo ou não, nosso próprio sentimento de que existe um objetivo nos ajuda consideravelmente.

Se valorizamos a corrida como um exercício espiritual, isso pode se tornar algo muito mais do que apenas a corrida exterior. Ao correr, podemos sentir que estamos progredindo e nos esforçando para alcançar nosso objetivo interior.

Colaboração:
Tejvan Pettinger