Skip to main content

Natal

O Natal é uma mistura de diversas emoções.

A comemoração une as famílias, amigos, e a lembrança da infância passada e de fatos que deixaram tristes lembranças dos que partiram para o plano espiritual. Há uma frase que diz:

”A dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional”.

E há a emoção de famílias que foram afastadas através de divórcio ou separação.

A depressão é causada por habitação no passado. Ansiedade é causada por se preocupar com o futuro.

Cada indivíduo no mundo tem o seu sofrimento. Portanto, será que vale a pena mergulhar nessa viagem de sofrimento ?

Lembre-se que da sua infância você guarda boas lembranças dos Natais que tentem a resgatar as boas imagens e momentos da criança que você foi.

Quando você era criança, provavelmente jogou fora durante muitas horas por dia pisando em poças de chuvas, subindo em pés de manga, amassando barro no quintal ou na sua rua, com um detalhe: descalço.

Muitas crianças de hoje crescem sem esta liberdade que tivemos, são mais propensas a brincar com a informática e sem dúvida o passado com as histórias que nossos pais contavam, deixará de existir até então.

No futuro eles lembrarão dos programas e jogos de computador ao invés de construir castelos de areia ou brincadeiras de esconde-esconde.

A natureza é a criatividade de Deus em plena floração, e nós os seres humanos somos obviamente uma parte dessa criação.

Vamos presentear nossas crianças também com a natureza, compartilhando esse vínculo poderoso da criação. Os sussurros de Deus pode ser ouvido no barulho das cachoeiras, nas caminhadas de uma estrada de terra.

Compartilhando essas experiências com estas crianças cria-se um vínculo poderoso para guardar em suas cabecinhas as boas recordações quando já estaremos bem velhos ou seguido a viagem para o outro lado.

Nessa mistura de emoções existe o lado bom da confraternização com pessoas que amamos e que temos bons relacionamentos. São momentos ideais para perdoar e refletir os fatos passados e deixar de lado os julgamentos.

Natal é tempo de pessoas anônimas assumirem o papel de Papai Noel para manter o espírito de Natal. A solidariedade é o que move quem se veste de bom velhinho para fazer a alegria e a festa de crianças, jovens e adultos.

Natal, é tempo de oferecer gratuitamente solidariedade e respeito, não apenas enxergando seus defeitos, mas as suas qualidades. Lembre-se que as pequenas ações é que fazem uma grande diferença.

Natal pode ser uma ótima oportunidade para conhecer o trabalho que as instituições realizam e ,quem sabe, tornar-se um colaborador durante o ano todo.
Natal, é quando você ora, é viver plenamente, em comunhão com Jesus,

Se você realmente não esta a fim de curtir o Natal junto com seus amigos ou familiares, diga que fará um retiro espiritual, ou acampamento de férias e que ama a todos.

Um Feliz Natal