Skip to main content

História, lendas e verdades sobre a Páscoa

 
Páscoa
Festa anual dos judeus, em comemoração à libertação do cativeiro no Egito.
Festa dos cristãos em comemoração à ressurreição de Jesus Cristo.
 A primeira significação da Páscoa conta um pouco da história do povo judeu. “Páscoa” vem de uma palavra hebraica que significa “Passagem”.  Daí, a Páscoa foi uma festa ordenada por Deus para comemorar a saída do povo hebreu do Egito. Essa civilização passou 400 anos no cativeiro, sofrendo e sendo maltratada com trabalhos forçados. Porém, Deus através de Moisés, libertou seu povo, fazendo-o passar da escravidão para a liberdade. Assim  a páscoa para eles, lembra essa libertação, essa passagem para uma vida melhor.
 A segunda significação vem do povo cristão, que também comemora a Páscoa. Por quê?
A grande verdade é que Cristo morreu justamente na comemoração da Páscoa hebraica. Além disso, ressuscitou no primeiro dia da semana: o domingo de Páscoa. Assim, como os hebreus passaram do cativeiro para a liberdade, a Páscoa cristã comemora a passagem da morte para a vida em Cristo.
Foi no ano de 325, co Concílio de Nicéia, que ficou decidido que a Páscoa, por ser uma festa móvel, seria comemorada no domingo que se seguisse a primeira lua cheia do outono, ou seja, a data mais avançada em que possa cair a Páscoa é em meados de abril.
 Com todas essas explicações, fica-nos a pergunta: o que ovos e coelhos têm a ver com a comemoração tão grandiosas que é a Páscoa?
 Diz a lenda que uma mãe muito pobre queria dar alguma coisa para seus filhos por ocasião da páscoa. Procurou várias maneiras, pensou em muitas possibilidades… Os poucos recursos barraram suas pretensões. Porém, ao olhar para uma cesta, viu alguns ovos de galinha e teve uma idéia: cozinhar e pintar cada um deles com cores vivas e dar de presente para suas crianças. Assim, no dia da Páscoa, acordou mais cedo e arrumou os ovos em um ninho improvisado no fundo do quintal. Quando as crianças levantaram, foi uma verdadeira surpresa: lá estavam os ovos coloridos. Neste instante, porém, um coelho que passava por ali, assustando-se com o barulho das crianças, corre saltitando por entre os ovinhos. “ovos coloridos e tão diferentes só podem ter sido trazidos pelo coelho”, assim pensaram as crianças e assim nascia essa crença na Páscoa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *