Skip to main content

Eutanásia

Tema de freqüente discussão, a eutanásia, ou “sistema que procura dar morte sem sofrimento a um doente incurável”. Essa prática testemunha a predominância do conceito materialista sobre a vida, que apenas vê a matéria, em prejuízo das realidades espiritualistas. Os gregos e outros povos, desde a mais remota antiguidade, permitiam-se praticar esse “homicídio exercido por compaixão” aos mutilados, psicopatas considerados inúteis, que eram atirados ao Eurotas ( rio da Grécia), nomeavam de “eutanásia eugênica” esse procedimento.

Quanto aos enfermos ditos irrecuperáveis, devemos considerar que enfermidades sem diagnósticos precisos e possibilidades de cura, ontem, são hoje capítulos superados pela ciência médica. Constantemente, chegam até nós Espíritos missionários que mergulham na carne e se aprestam a impulsionar conquistas e descobrimentos superiores para diminuir o sofrimento humano.

O Espírito Joanna de Ângelis através da mediunidade de Divaldo Pereira Franco no livro Após a Tempestade nos mostra um quadro doloroso obre o que ocorre aos suicidas que não tiveram forças para enfrentar as vicissitudes, os revezes e as decepções. Os que buscaram a morte pelo enforcamento, retornam com processos de paraplegia infantil; os que se afogaram, enfisema pulmonar, os que se utilizam tóxicos e venenos, volvem sob o tormento das deformações congênitas, úlceras gástricas e cânceres, os que despedaçaram o corpo em fugas espetaculares, voltam à carne com atrofias, deformações, limitando seus movimentos para aprenderem a valorizar a vida.

Como podemos nos atribuir o direito de interromper a existência reparadora? As pessoas que convivem com eles, como pais, cônjuges, irmãos e amigos, também fizeram parte no passado dessas tragédias profundas e compete a eles hoje, estender-lhes as mãos e jamais permitir a interferência em nome da piedade e compaixão por meio da eutanásia. Quantos enfermos vencidos e desesperados recobram a saúde sem aparente razão ou lógica e quantos homens em excelente forma física são vitimados por surpresas orgânicas e morrem de um momento para outro? O conhecimento da reencarnação projeta luz nos mais intrincados problemas da vida, tirando as dúvidas em torno da enfermidade e da saúde. Cada minuto em qualquer vida é, portanto precioso para o espírito em resgate abençoado.

Queremos salientar o livro de André Luiz “Sexo e Destino”, cap. 7, no qual encontramos riquíssimo material sobre “minutos preciosos” permitindo o entendimento e o perdão que graças ao impedimento da eutanásia foi possível que ocorresse.

Bibliografia André Luiz – Sexo e Destino Joanna de Ângelis – Após a Tempestade

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.