Skip to main content

Espíritos brincalhões

Um caso bem-humorado era contado pelo próprio Chico, envolvendo um estudioso da doutrina, de Uberlândia que tinha o hábito de abrir O Evangelho Segundo o Espiritismo para encontrar as orientações adequadas, sempre que sentia necessidade – uma prática comum entre muitos espíritas.

Certo dia, quando se encontrava em sua chácara, uma tempestade violentíssima desabou sobre a cidade, com muitos raios e relâmpagos, assustando a todos.

Um raio caiu bem próximo de onde ele e outras pessoas se encontravam, chegando a matar um gato.

O homem reuniu os parentes, avisando que o pior não tinha acontecido graças à proteção dos espíritos, e pegou o Evangelho, abrindo-o numa página ao acaso.

A mensagem que leu começava assim: “Se fosse um homem de bem, teria morrido…” Foi o que bastou para que todos, apesar do clima de meditação, caíssem na gargalhada.

Diz-se que os próprios espíritos providenciaram a brincadeira.

Revista Espiritismo & Ciência – 18/09/2007

2 comentários em “Espíritos brincalhões

  1. Bom dia Clementina. Espiritos zombeteiros estão em todos o lugares. Seja nas casas espiritas, templos religiosos, em nossas casas, na rua, etc…Para não entrarmos em sintonia com eles, depende exclusivamente de nossa fé, nossas atitudes, em estar em ligação com a espiritualidade com as orações..

  2. Desde 2011 minha filha e eu começamos a estudar sobre espiritualismo! Compramos os livros dos espíritas e vários outros. Vamos em palestras. Mas ainda não fomos em Centro espírita. Uma paranormal me disse que em nossa casa tem espíritos zombeteiros. Queremos evoluir dentro da Doutrina Espírita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.