Skip to main content

Conflitos entre seres de uma mesma família

Se quando estamos na vida terrena não mais lembramos dos erros que cometemos em vidas anteriores, como podemos corrigi-los? Como se explica os conflitos entre seres de uma mesma família que deveriam viver em harmonia?
Em “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, no capítulo V, que trata das aflições, Allan Kardec explica a razão e a necessidade que se tem de esquecer o passado. No entanto, este passado não fica totalmente esquecido, pois basta verificar as tendências do Espírito para se ter uma idéia do que ele foi. Os erros voltarão a incomodar o Espírito devedor e, diante do livre-arbítrio e poderá corrigir-se definitivamente. A correção das deficiências passa pelo conhecimento da Lei, no esforço pessoal de cada um para melhorar-se. No capítulo IV, o Codificador trata das questões familiares. As encarnações nos núcleos familiares podem se dar por afinidade ou compromissos de ajustes. Assim pode-se compreender que entre os membros de uma família há os que são mais afinizados e outros que têm dificuldades de relacionamento. Podem também encarnar em um núcleo familiar Espíritos que não tenham afinidade ou débitos. Neste caso eles podem estar ali com o objetivo de ajudar aquele núcleo ou então de serem ajudados pelos que compõem aquele grupo familiar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *