Skip to main content

Aceitação

A aceitação “o que seria.”?

Há vários significados.

Você não vai tomar medidas para mudar o que é impossível mudar ?

Aceitar um contratado de trabalho que você quer desesperadamente e precisa financeiramente sabendo que não é sua praia?

A vida não é uma viagem calma, tranquila sem tormentas.Por vezes, é como uma estrada cheia de buracos, curvas e obstáculos. Nas maiores dificuldades, ficamos deprimidos, sem esperança do que vem pela frente e ressentidos.

Não podemos baixar a guarda em uma luta, cruzar os braços ao enfrentar os acontecimentos e continuar a levar a vida em frente como se nada de terrível tivesse acontecido.

Devemos encarar a realidade dos fatos, tal como eles acontecem e são impostos pela condição da vida humana.

Aceitar ou resignar o falecimento de um ente querido se transformam em duas caras da mesma moeda, porque precisamos “virar a página e esquecer” o acontecido, precisamos continuar vivendo.

Nem toda situação da vida pode ser mudada, revertida ou consertada. Haverá momentos em sua vida que você terá que voltar atrás e ficar fora do caminho. Aprender a aceitar a mudança e a incerteza irá ajudá-lo a viver uma vida mais equilibrada e pacífica.

O caminho da aceitação é um desafio extraordinário que nos leva  de maneira direta e segura para desenvolver uma grande confiança em nós e na vida. No início, o processo vive em um equilíbrio instável, como uma corda bamba.

A aceitação é dizer “Sim” à realidade. Se você neste momento está com alguma dificuldade, não finja que ela não existe, não resolverá nada. Aceite a realidade é o primeiro passo.

Note que ninguém é “perfeito” (incluindo você), mas todo mundo está nesta jornada da vida juntos, todos tentando fazer o sentido desta bela jornada.

A sua presença aqui na Terra tem apenas um objetivo: aprender a estabilizar-se na frequência de felicidade interior, independentemente do que acontece na realidade externa.

Dor, perda e injustiça são inevitáveis. Fazem parte da vida.

É ótimo fazer o bem para outras pessoas, consolar, tratar os outros gentilmente e de forma justa.

Porem quando nossa própria casa desmorona nos sentimos no fundo do poço. Daí que devemos ter a aceitação. O objetivo da aceitação nos motiva a superar esses obstáculos e superar as nossas diferenças.

A aceitação também não significa jogar nossas mãos para o ar ou agitar uma bandeira branca. Ao contrário, uma vez aceitando a realidade, podemos considerar que gostaríamos de mudá-la. Tudo no universo, contém energia. Toda emoção eleva o nível de energia. Com a aceitação, nosso sofrimento dissipa.. A dor não desaparece. Mas a dor se torna mais suportável.

Uma das fontes mais poderosas é a humildade.

Ficar triste não vai mudar sua situação.

Seja humilde, aceite o fato e recomece…

Enfrente a dor e o sofrimento com inteligência, dignidade e resignação.

O texto abaixo segue autoria de William Shakespeare:
“Depois de um tempo você aprende a diferença, a sutil diferença entre dar a mão e acorrentar uma alma.
E você aprende que amar não significa apoiar-se, que companhia nem sempre significa segurança, e começa a aprender que beijos não são contratos, e que presentes não são promessas.
Começa aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de um adulto e não com a tristeza de uma criança; aprende a construir todas as suas estradas no hoje, porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos, e o futuro tem o costume de cair em meio ao vão.
Depois de um tempo você aprende que o sol queima se ficar exposto por muito tempo, e aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam…. Aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la por isso.
Aprende que as pessoas que mais te amam, são justamente aquelas pessoas que recebem o seu desprezo.
E descobre que existem pessoas tão fúteis, que são capazes de trocar uma vida inteira de amor e carinho, por um curto período de prazeres e farras.
Aprende como a vida é engraçada e como sonhos são tão facilmente destruídos.
E, em algum momento pensamos no amor…..e isso se torna engraçado…..é engraçado… as vezes a gente sente, fica pensando que está sendo amada, e está amando, e pensa que encontrou tudo aquilo que a vida podia oferecer, e em cima disso a gente constrói nossos sonhos, nossos castelos, e cria um mundo de ilusão onde tudo é belo…..até que a pessoa que a gente ama vacila, e põe tudo a perder……..
Aprendemos que falar pode aliviar dores emocionais, e leva anos para construir confiança, e apenas segundos para destruí-la, e que você poderá fazer coisas em um instante, das quais se arrependerá pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias, e o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida, e que bons amigos são a família que Deus nos permitiu escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que eles mudam, percebe que você e seus amigos podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos.
Descobre que as pessoas com quem você mais se importa na vida são tomadas de você muito depressa, por isso sempre devemos deixar as pessoas que amamos com palavras amorosas, pode ser a última vez que a vejamos.
Aprende que as circunstâncias e os ambientes tem influência sobre nós, mas nós somos responsáveis por nós mesmos.
Começa a aprender que não se deve comparar-se com os outros, mas com o melhor que pode ser.
Descobre que se leva muito tempo para se tornar a pessoa que quer ser, e que o tempo é curto.
Aprende que ou você controla seus atos ou eles te controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as consequências.
Aprende que a paciência requer muita prática.
Descobre que algumas vezes a pessoa que você espera o chute quando você cai é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver com os tipos de experiências que se teve e o que você aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou.
Aprende que há mais de seus pais em você do que você suponha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que sonhos são bobagens, poucas coisas são tão humilhantes…. e seria uma tragédia se ela acreditasse nisso.
Aprende que quando se esta com raiva, tem o direito de estar com raiva, mas isso não te dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não te ama do jeito que você quer que ame, não significa que esse alguém não te ame com tudo o que pode, pois existem pessoas que nos amam, mas simplesmente não sabem como demonstrar.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que perdoar a você mesmo.
Aprende que com a mesma severidade com que você julga, você será em algum momento condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não para que você o conserte.
Aprende que o tempo não volta para trás, portanto plante seu jardim e decore sua alma ao invés de esperar que alguém lhe traga flores, e você aprende que realmente pode suportar; que a vida tem valor e que você tem valor diante da vida!” -William Shakespeare-

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *